Apagão em Amapá não foi causado por raio, indica laudo preliminar da Polícia Civil

As causas são investigadas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal

O apagão que aconteceu após um incêndio na subestação do Macapá acarretou no desligamento automático da linha de transmissão Laranjal/Macapá e das usinas hidroelétricas de Coaracy Nunes e Ferreira Gomes. As causas serão investigadas pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal, 14 dos 16 municípios do Amapá ficaram sem energia.

Assessoria de imprensa do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), citou que laudo preliminar da Polícia Civil mostra que incêndio não foi ocasionado por raio como foi noticiado anteriormente.

Eleição municipal acabou sendo adiada afirmou o presidente Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), autoridades do Amapá reconhecem que após o apagão segurança do local ficou comprometida, o ministro informou também que facções criminosas saíram do controle, disse em entrevista ao Jornal Eldorado.

Print Friendly, PDF & Email