Após Operação Placebo Witzel diz que Flávio Bolsonaro deveria estar preso

“O senador Flávio Bolsonaro, com todas a provas que já temos contra ele, que já estão aí sendo apresentadas, dinheiros em espécie depositado em conta corrente, lavagem de dinheiro, bens injustificáveis, ele já deveria estar preso”

Na manhã de hoje a Polícia Federal de Brasília deflagrou a Operação Placebo, com a finalidade de investigar indícios de desvios de recursos públicos que seriam destinados para o tratamento da Covid-19 no estado do Rio de Janeiro. As buscas foram realizadas no Palácio das Laranjeiras, residência oficial de Witzel, governador do estado.

Em live realizada nesta terça-feira (16), o senador Flávio Bolsonaro comentou sobre o suposto interesse do governador do RJ. “Sua própria Polícia Civil do estado Rio de Janeiro iniciou uma investigação e no meio do caminho encontrou você”, declarou Flávio.

“Não tem nada a ver com a Polícia Federal, ela só está executando uma ação do STJ contra você”, continuou. “Mas quando (a investigação) não interessa ao governador Wilson ele vai e atira na pessoa.” Após este episódio Wilson Witzel disse que o senador Flávio Bolsonaro deveria estar preso e que Jair Bolsonaro tenta ser “mais um ditador na América Latina”. Em seguida, o governador declarou que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, acusado de liderar um esquema de rachadinha, deveria estar na cadeia. “Ao contrário, o que se vê na família do presidente Bolsonaro é a Polícia Federal engavetar inquéritos e vaza informações. O senador Flávio Bolsonaro, com todas a provas que já temos contra ele, que já estão aí sendo apresentadas, dinheiros em espécie depositado em conta corrente, lavagem de dinheiro, bens injustificáveis, ele já deveria estar preso. Esse sim”, completou.

Print Friendly, PDF & Email