Arthur Lira procura estratégias para se eleger ao comando da Câmara

Arthur Lira afirma vantagem e abre sua busca por apoiares de vários partidos, incluindo a esquerda

Arthur Lira (PP-AL) é um dos principais nomes para ocupar a cadeira da presidência da Câmara, até o momento o parlamentar contabiliza 180 votos. O candidato nesta semana irá abrir a sua procura por votos, e abre os braços para a esquerda. Três grupos agregam a fortaleza da casa, a esquerda e o centro-esquerda até a direita.

Dentre os nomes estão, Baleia Rossi (MDB-SP), o candidato tem grandes chances de agregar, entre seus apoiadores está o ex-presidente da republica Michel Temer, e ainda o grupo do atual presidente da Câmara, que aposta em Baleia. Por esse motivo o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), tenta coagir Baleia a desistir da candidatura e assim ganhar força para uma candidatura à Presidência do Senado.

A proposta não foi aceita pelos emedebistas. Além dessa estratégia, os aliados de Lira apostam que no momento em que Maia declarar o seu apoio, os outros possam se aliar ao pepista. Apesar das intensas conversas e estratégias ainda existem nomes com que Arthur Lira não pode contar. O PSB, não tomará nenhuma decisão sem conversar com o PDT. O partido de Ciro Gomes, não pretende ficar ao lado de um nome do Centrão aliado a Bolsonaro, mas também não quer se aliar ao MDB.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, se posiciona em relação à disputa e afirma que vai esperar, “Está cedo para tomarmos qualquer decisão a respeito” disse Siqueira.

Perfeita Harmonia

Jair Bolsonaro nesta terça-feira (8) durante o lançamento do programa Saúde com Agente, afirmou que existe uma perfeita harmonia entre o legislativo e o executivo, “Temos um excelente entrosamento com a Câmara e com o Senado. Hoje foram aprovadas medidas importantíssimas para o Brasil. Isso vem da perfeita harmonia entre o Executivo e o Legislativo, o que era inimaginável há poucos anos” ressalta Bolsonaro.

“Há pouco tempo, anos, tínhamos problemas, uma briga quase fratricida entre irmãos. Hoje tem um perfeito relacionamento entre nós (Executivo e Legislativo) e ninguém vai destruir esse nosso relacionamento porque nós temos como norte o Brasil acima de tudo” afirmou o Presidente.

Bolsonaro ainda defende seus ministros e aponta que particularidades são importantes, “Nós aqui vivemos em harmonia, mas nenhum ultrapassa os seus limites, só assim podemos manter a hierarquia e o bom andamento do governo”. “Cada ministro tem a sua atribuição.” garante.

Print Friendly, PDF & Email