Banco Mundial diz que Weintraub não é funcionário do banco

Diretores executivos não são funcionários do banco, mas representantes dos 189 acionistas

Após indicação de Abraham Weintraub para ocupar o cargo de diretor-executivo no Banco Mundial, vários economistas, empresários, intelectuais vem assinando uma carta endereçada ao banco e embaixadores para que possam referir na indicação do ex-ministro.

“Enviamos esta carta para desaconselhar fortemente a indicação do Sr. Weintraub para este importante cargo e informá-lo sobre os possíveis danos irreparáveis que ele causaria à posição do seu país no Banco Mundial. Estamos convencidos de que o Sr. Abraham Weintraub não possui as qualificações éticas, profissionais e morais mínimas para ocupar o assento da 15ª Diretoria Executiva do Banco Mundial.”

O Banco Mundial em nota informou que Weintraub está representando o Brasil e demais países do seu grupo no Conselho de Diretores Executivos do Banco Mundial. “Se eleito pelo seu constituency , ele cumprirá o restante do atual mandato que termina em 31 de outubro de 2020, quando será necessária uma nova eleição”, declarou o banco.

Acrescentando ainda que, diretores executivos não são funcionários do banco, mas representantes dos 189 acionistas

Print Friendly, PDF & Email