Bares e restaurantes voltarão a funcionar após 23h00 a partir desta quinta-feira no DF

Em 1º de dezembro, Ibaneis Rocha determinou o encerramento das atividades desses estabelecimentos às 23h00

O governador Ibaneis Rocha (MDB) liberou o funcionamento de bares e restaurantes após as 23h00 no Distrito Federal. A liberação consta em decreto assinado pelo chefe do Executivo local.

O texto prevê também a ampliação do funcionamento do Zoológico de Brasília, que passa a funcionar de terça a domingo. O espaço foi reaberto em outubro, mas só funcionava de quinta a domingo.

Para Jael Antônio da Silva, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar-DF), os estabelecimentos estão prontos para receber os clientes com segurança.  “O sindicato e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) fizeram um pedido oficial ao governador, mostrando que estávamos cumprindo rigorosamente todas essas questões referentes ao planejamento da segurança dos nossos clientes e colaboradores”, frisou.

A decisão do governador de librar o funcionamento de bares e restaurantes ocorre em meio à pressão do setor, além da quantidade de leitos de UTI disponíveis para pacientes com Covid-19 e o início da vacinação contra a doença.

Ibaneis retirou a necessidade de o estabelecimento oferecer luvas descartáveis para clientes possam se servir em restaurantes com serviço bufê.

Os estabelecimentos precisam “dispor de pia, de fácil acesso, dotada de sabonete líquidos, papel toalha e lixeira sem acionamento manual para higiene das mãos dos clientes e disponibilizar, no decorrer do balcão de serviço, álcool a 70% em gel, orientando os clientes sobre o uso correto”.

“Caso não seja possível dispor de pia, disponibilizar álcool a 70% em gel no início e no final do balcão de serviço”, diz o texto do decreto.

O governador Ibaneis Rocha afirmou ao jornal Correio Braziliense, na semana passada, que não seguiria ações do tipo, tomadas em outras unidades da Federação. Fontes ligadas ao governador confirmou que a intenção segue a mesma e que a possibilidade de fechamento é “zero”.

Print Friendly, PDF & Email