Bolsonaro critica Lula: “Bandido que não tem um dedo”

Lula defendeu auxílio emergencial de R$ 600 e Bolsonaro fez crítica ao seu adversário político

Nesta quinta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da silva (PT), “bandido que não tem um dedo”.

Bolsonaro esteve presente no evento de inauguração da ponte sobre o Rio Parnaíba, entre os estados do Piauí e Maranhão. Bolsonaro criticou a declaração feita por Lula, que defende um auxílio emergencial de R$ 600 para todos os beneficiários. Hoje, o valor médio do auxílio é de R$ 250, mas varia de R$ 150 a R$ 375 a depender da composição da família.

“Um bandido que não tem um dedo falou há pouco que ia dar auxilio emergencial de R$ 600 para todo mundo. Por que não fez lá atrás para todo mundo pelo Bolsa Família? Estamos trabalhando para que suba o valor médio do Bolsa Família, porque sabemos que houve inflação, que aumentou preço de muitas coisas”.

Segundo Bolsonaro, o governo tem buscado soluções para que os brasileiros se recuperem economicamente. “Mas passa pelo não fechamento do comércio”.

Leia também:
“Dignos de dó e pena”, diz Bolsonaro sobre atos da oposição realizados no domingo

Na semana passada, Bolsonaro já havia criticado o ex-presidente, quando o chamou de “ladrão de nove dedos”.

Bolsonaro também chamou Lula de “filho do capeta” e afirmou que, se Lula voltar a ser presidente, “nunca mais vai sair”.

Print Friendly, PDF & Email