Bolsonaro diz que a vacina emergencial “está a caminho” e defende o uso da hidroxicloroquina

O presidente Jair Bolsonaro publicou em seu twitter que a vacina de caráter emergencial registrada pela Anvisa está a caminho

Nesta segunda-feira (4) o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a vacina emergencial registrada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está à caminho.

Na publicação feita em seu twitter, o presidente defendeu o uso do medicamento hidroxicloroquina, e compartilhou um vídeo de uma entrevista do toxicologista Anthony Wong, concedida à Jovem Pan, em que o toxicologista defende o uso do remédio, afirmando que o tratamento precoce salva vidas.

Bolsonaro disse também que a vacina não será obrigatória. “A vacina emergencial (depois de certificada pela Anvisa), e não obrigatória, está a caminho”, pontuou.

Essa semana promete ser decisiva na questão da vacina, o Instituto Butantan disse que irá completar o dossiê da CoronaVac nos primeiros dias de janeiro e pretende começar a imunização em massa no Estado de São Paulo no dia 25 de janeiro.

A previsão para os próximos dias é que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) faça o pedido da autorização emergencial à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a fórmula desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca.

Existe ainda a possibilidade de uso emergencial da vacina produzida pela Pfizer, nas últimas semanas a empresa afirmou que não iria fazer o pedido de uso emergencial da vacina e que iria recorrer à aprovação imediata como já vem fazendo em outros países.

Print Friendly, PDF & Email