Bolsonaro envia carta a Biden se comprometendo a acabar com o desmatamento ilegal até 2030

Antes, a promessa sobre o desmatamento ilegal não constava em metas assumidas pelo país na área ambiental  

Em carta enviada ao presidente norte-americano Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro se comprometeu, pela primeira vez, em eliminar o desmatamento ilegal no país até 2030. No documento de seis páginas enviada nesta quinta-feira (14), consta o compromisso do governo com os esforços internacionais de proteção ao meio ambiente.

“Queremos reafirmar, nesse ato, em inequívoco apoio aos esforços empreendidos por V. Excelência, o nosso compromisso em eliminar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030”, diz o texto assinado por Bolsonaro.

“Alcançar essa meta, entretanto, exigirá recursos vultuosos e políticas públicas abrangentes, cuja magnitude obriga-nos a querer contar com todo o apoio possível, tanto da comunidade internacional, quanto de Governos, do setor privado, da sociedade civil e de todos que comunguem desse nobre objetivo. Nesse âmbito, naturalmente que o apoio do Governo dos Estados Unidos, do setor privado e da sociedade civil americana serão muito bem-vindos”, apontou.

Ele se disse disposto a trabalhar com o líder dos EUA. “Reitero o compromisso do Brasil e do meu governo com os esforços internacionais de proteção do meio ambiente, combate à mudança do clima e promoção do desenvolvimento sustentável. Teremos enorme satisfação em trabalhar com V. Excelência em todos esses objetivos comuns”, completou.

A carta do presidente foi escrita com a ajuda dos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, da Agricultura, Tereza Cristina, e das Relações Exteriores, Carlos Alberto França e atende as cobranças feitas pelos americanos.

Print Friendly, PDF & Email
Leia também:
“Tudo pronto”, diz Mourão sobre a retomada do Fundo da Amazônia