Bolsonaro está entre os 4% dos não vacinados de sua faixa etária

O presidente Bolsonaro (sem partido), afirmou que irá tomar o imunizante contra a COVID-19 mas, será o último

“Eu não tomei vacina”, disse Jair Bolsonaro (sem partido) na segunda-feira (13). Dessa forma, o chefe do Executivo está entre os 4% de sua faixa etária, entre 65 a 69 anos, que não tomaram nem a 1ª dose da vacina contra a Covid-19.

Bolsonaro poderia ter sido imunizado contra a doença desde o dia 3 de abril de 2021 em Brasília.

O presidente, em dezembro de 2020, declarou que não vacinaria “e ponto final”. Já em abril deste ano, disse que só decidiria “depois que último brasileiro for vacinado”.

Leia também:
Brasil está entre poucos países que não aumentaram recursos para educação durante a pandemia

O Planalto estabeleceu sigilo de 100 anos do cartão de vacinação de Bolsonaro. “Vou entregar minha cartela de vacina? Daqui a pouco vou entregar coisas pessoais, se eu não negar. Tem nada de esquisito e anormal que foi feito. Caderneta é questão minha e ponto final”, afirmou Bolsonaro.

O atual ministro da Secretaria Geral, Luiz Eduardo Ramos disse ter tentado convencer Bolsonaro a se vacinar. No dia 27 de abril, o general disse que a vida de Bolsonaro “corre risco” e, por isso, queria convencê-lo a tomar o imunizante.

Leia também:
Bolsonaro volta a criticar STF e convoca apoiadores para atos do dia 7 de setembro, “pela liberdade”

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, disse que a meta da pasta é aplicar a 2ª dose em todos os adultos brasileiros até outubro.

“O senhor [Bolsonaro] me deu uma missão e eu tenho que cumprir, até o final de outubro vacinar todos acima de 18 anos com a 2ª dose“.

Print Friendly, PDF & Email