Dep. Tereza Cristina, indicada nova ministra da Agricultura, saindo de casa, antes da conversa com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Brasilia, 08-11-2018. Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Bolsonaro exonera ministros Tereza Cristina e Onyx, para votação da presidência da Câmara

A saída temporária dos dois ministros, faz parte da estratégia do Palácio do Planalto para fortalecer a votação para o deputado Arthur Lira (PP-AL)

O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), exonerou dois ministros de seus cargos para a votação da presidência da Câmara dos Deputados. Teresa Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, são deputados federais pelo DEM, as exonerações foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (29).

A saída temporária dos dois ministros, aliados de Bolsonaro, faz parte da estratégia do Palácio do Planalto para fortalecer a votação para o deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente. A eleição na Câmara acontece na próxima segunda-feira, 1° de fevereiro, e será por meio de votação secreta.

O DEM, que declarou apoio ao candidato Baleia Rossi (MDB-SP), é também o partido do atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vê alguns parlamentares migrarem para o lado de Arthur Lira. Bolsonaro e Lira se beneficiam do racha interno no DEM. As exonerações vão aumentar o número de deputados da legenda que vão votar em Arthur Lira.

Na quinta-feira (28), Baleia Rossi acusou o Palácio do Planalto de “brutal interferência” no pleito. Já Arthur Lira, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, negou haver influência do governo federal na eleição. Segundo Lira, “ninguém influi” na Câmara.

Print Friendly, PDF & Email