Bolsonaro sobrevoará região atingida por ciclone

O fenômeno ocorreu na parte sul do país na última terça-feira (30)

O Palácio do Planalto afirmou nesta tarde que o presidente Bolsonaro irá sobrevoar área devastada por “ciclone bomba”. A visita vai ocorrer nesse sábado (4).

O ciclone extratropical atingiu municípios da região Sul do país, que causou fortes ventos, chuvas, granizo e muitos estragos, afetando centenas de municípios, principalmente no litoral de Santa Catarina. Bolsonaro será recebido pelo chefe da Defesa Civil do estado. Isso porque o governador Carlos Moisés (PSL) testou positivo para Covid-19 e está em isolamento. A vice-governadora, Daniela Reinehr, também pode estar com a doença: uma de suas funcionárias testou positivo e ela aguarda resultado de exame.O fenômeno meteorológico é formado por áreas de baixa pressão atmosférica, provocada pelo contraste entre massas de ar quente e frio. Entre os principais efeitos estão fortes tempestades e rajadas de vento, que podem atingir até 100 km/h. Segundo as autoridades da região Sul, até agora já foram confirmadas 10 mortes causadas em decorrência do ciclone.  

Print Friendly, PDF & Email