Busca por Lázaro, autor de chacina no DF, entra no 9º dia

Aproximadamente 200 policiais estão na região do Entorno do DF, espalhados entre Edilândia, Cocalzinho, Girsassol e Águas Lindas de Goiás

Por meio do Laboratório de Representação Facial Humana do Instituto de Identificação/PDT, a Polícia Civil do Distrito Federal divulgou a projeção de disfarce de Lázaro Barbosa de Sousa (32), suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família em uma chácara em Ceilândia, no Distrito Federal.

As buscas por Lázaro chegam ao nono dia. Ao todo, são mais de 200 policiais empenhados em encontrar o assassino. O efetivo é composto por policiais militares, civis, federais, rodoviários federais e policiamento com cães.

Leia também:
GDF prepara mais de 500 voluntários para o combate a violência contra a mulher

Outros crimes

Ele responde por um homicídio qualificado praticado na Bahia e também por dois roubos. De acordo com investigadores, o suspeito é considerado perigoso e “autor de crimes bárbaros”.

Em 17 de maio deste ano, segundo a Polícia Civil, ele fez uma família refém na mesma região onde a família foi assassinada, também ameaçando as vítimas com faca e arma de fogo. Durante o crime, mandou as pessoas ficarem nuas.

“Analisando os mandados de prisão dele, obviamente a gente conclui que é uma pessoa extremamente violenta e autor de crimes bárbaros. A brutalidade com que as pessoas foram assassinadas chama atenção”, diz a polícia.

Print Friendly, PDF & Email