Presidente eleito, Jair Bolsonaro, durante encontro com os governdores eleitos, no CICB. Brasilia, 14-11-208. Foto: Sérgio Lima/Poder 360

Caiado diz que decisão do DEM por neutralidade na Câmara foi para resguardar o partido

Caiado disse que deputados estão liberados para escolher o próprio candidato

Nesta segunda-feira (1), o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) classificou como “madura” a decisão do partido em se manter neutro diante da disputa pela presidência da Câmara dos Deputados.

“Uma decisão mais do que nunca madura. Um partido tem que zelar pela sua estrutura própria, já que existe um risco de ruptura uma vez que ninguém conseguiu maioria no partido, ele tem que se resguardar mantendo uma condição que seja de não participar em nenhum dos blocos e todos os parlamentares estão liberados para escolherem o seu candidato”, declarou após participar da posse do novo presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO).

Caiado disse que não interferiu no voto da bancada goiana e não declarou apoio a nenhum candidato. Rodrigo Maia, também do Democratas e amigo próximo do governador é o principal apoiador do candidato Baleia Rossi (MDB).

“Não cabe a mim interferir em eleições de Poderes, que são independentes. Procedi de uma forma respeitosa dentro daquilo que foi escolhido. O momento em que entrei em ação foi no momento em que a discussão foi partidária. Aí sim, participei da reunião ontem a noite já que sou membro da executiva nacional e como tal não vi outra decisão mais balizada para aquele momento do que manter a distância de qualquer uma das candidaturas como posição partidária”, finalizou.

A Câmara dos Deputados e o Senado realizam hoje a eleição dos presidentes das Casas e dos demais integrantes da Mesa Diretora. Os parlamentares farão votação presencial.

Serão eleitos para o biênio 2021 e 2020 o presidente da casa, dois vice-presidentes, quatro secretários e seus suplentes.

Print Friendly, PDF & Email