Caiado entrega 383 casas em Planaltina de Goiás

Caiado entrega 383 casas em Planaltina de Goiás

Antes esquecida, região já foi beneficiada com outras 899 unidades habitacionais destinadas a famílias de Valparaíso, Luziânia e Cidade Ocidental. Além disso, novos convênios e construções estão em andamento para os municípios de Água Fria, Cidade Ocidental, Alexânia e Cocalzinho

O direito à moradia estabelecido pela Constituição Federal, muita das vezes é esquecido por alguns governantes, mas o goiano Ronaldo Caiado vem demonstrando que é possível atender aqueles que precisam de um lar com dignidade. Nesta sexta-feira (07), o democratas entregou 383 unidades habitacionais das etapas II e III do Residencial São Francisco, em Planaltina de Goiás, região do Entorno do Distrito Federal.

Durante a solenidade, Caiado entregou as chaves da casa própria para Cícero Salvino de Almeida e Rosilene Maria da Silva. O casal vão deixar para trás um barracão improvisado feito de lona e madeirite, onde moravam desde que vieram do Nordeste do País em busca de oportunidades. “Era tudo que a gente queria nessa vida, e hoje realizamos esse sonho. Nossa nova casa é maravilhosa”, disse Cícero, que é auxiliar de serviços gerais.

As 383 casas entregues hoje foram construídas por meio de um convênio celebrado entre o governo federal, que fez um aporte no valor de R$ 35 milhões, e o governo de Goiás que entrou com a contrapartida de R$ 5,4 milhões. O recurso estadual ajudou as famílias no pagamento da parte mais difícil de um financiamento, que é a entrada, chegando a R$ 15 mil por unidade habitacional. “O Estado alavanca e a pessoa conquista aquilo que é o sonho da vida dela”, ressaltou o governador.

Caiado garantiu que sua prioridade tem sido respeitar à risca os direitos de cada cidadão. “As pessoas têm que ser tratadas com dignidade. Tem que ter acesso àquilo que a Constituição Federal prevê, que é saúde, segurança, educação, política social e habitacional, como estamos fazendo aqui. É fundamental para nós acolher e dar condições dignas de vida”, salientou.

As casas entregues em Planaltina possuem 48 metros quadrados – dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. As moradias foram construídas com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e do Crédito Outorgado de ICMS do Estado, num bairro que conta com infraestrutura, como calçada, meio fio, rede elétrica e rede de água. As famílias beneficiadas têm renda de até três salários mínimos, enquadrando no programa estadual de moradia e nas faixas 1 e 2 de renda do Minha Casa Minha Vida. O financiamento, via Caixa Econômica Federal, vai gerar parcelas entre R$ 80 e R$ 150.

Estado em obras
O presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Lucas Fernandes, fez um breve balanço sobre o andamento das obras da pasta pelo Estado. “Não estamos trabalhando só em Planaltina. A determinação do governador é que alcancemos todo o Estado”, frisou. Atualmente são mais de 4,6 mil moradias em fase de construção, sendo 2,5 mil já em estágio avançado de execução.

Em um ano e meio, Caiado já entregou 2.320 unidades habitacionais nos municípios de Nova Veneza, Bonfinópolis, Barro Alto (Distrito de Souzalândia), Valparaíso, Anápolis, Goiânia, Guarinos, Luziânia, Cidade Ocidental e Porangatu. “O investimento estadual nas obras entregues é superior a R$ 30 milhões”, pontuou Lucas Fernandes.

Contudo, há uma atenção especial dada aos municípios goianos do Entorno do DF, antes preteridos. Hoje, o Governo de Goiás tem consolidado parcerias para investimento em construção de moradias na região, que apresenta um dos maiores déficits do Estado. Já foram celebrados pela Agehab convênios que asseguram investimentos superiores a R$ 124 milhões para construção de 1.385 unidades habitacionais e equipamentos comunitários em sete municípios da região, com aporte de R$ 21 milhões de contrapartida do Estado. Serão beneficiados pelos novos convênios os municípios de Água Fria, Valparaíso, Planaltina, Luziânia, Cidade Ocidental, Alexânia e Cocalzinho. Também já foram entregues pela atual gestão 899 unidades habitacionais na região, beneficiando famílias de Valparaíso, Luziânia e Cidade Ocidental.

Com informações da Secom – Governo de Goiás