Campanha de reciclagem promovida pelo SLU traz bons resultados

A Campanha Cartão Verde promovida pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) tem como objetivo conscientizar a população dos benefícios da coleta seletiva

A Campanha Cartão Verde promovida pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU), voltou neste ano de 2021. A quarta etapa geral, e primeira deste ano já está nas ruas. Nessa nova etapa, Asa Norte, Guará e Taguatinga recebem a campanha. Nas duas primeiras semanas de avaliação, 983 cartões foram aplicados, sendo 456 verdes, 315 amarelos e 212 vermelhos.

Segundo o diretor-adjunto do SLU, Rômulo Barbosa, o objetivo do programa é conscientizar a população que fazer a reciclagem é importante, “Nosso objetivo é chamar a atenção da população para a importância de todos se engajarem na separação correta dos resíduos recicláveis, porque dessa forma todos ganham: ganham os catadores, ganha o poder público, que reduzirá o material aterrado, e ganha o meio ambiente com a reciclagem dos resíduos que têm valor”. Destacou.

A campanha é feita por etapas e dura quatro semanas. Durante a campanha os garis avaliam se o conteúdo dos sacos de lixo é predominantemente de recicláveis ou se os materiais estão misturados com orgânicos. De acordo com o observado pelos coletores são aplicados cartões: cartão verde, quando a separação está bem feita; cartão amarelo quando está um pouco misturado; cartão vermelho quando os moradores não estão fazendo a separação correta.

Dessa forma os garis vão avaliando a evolução dos moradores durante uma semana e aplicando os cartões três vezes. Caso receba três cartões vermelhos será notificado pelo DF Legal, que estipulará prazo para correção. Se persistir no erro, o morador ou condomínio poderá ser multado.

Guará, Asa Norte e Taguatinga

O Guará foi um exemplo para outras cidades, os garis avaliaram 30 condomínios da QI 23 à QI 33, e nenhum deles recebeu cartão vermelho. Foram aplicados 83 cartões, sendo 73 verdes (quase 90% do total) e dez amarelos.

Na Asa Norte, foram 143 cartões verdes e 149 vermelhos, na primeira semana. Depois disso a melhora foi evidente o número de cartões verdes subiu para 226, um aumento de quase 60%, já os cartões vermelhos desceram para 54, na segunda semana.

Em Taguatinga, foram aplicados 59 cartões, sendo 14 verdes, nove vermelhos e 36 amarelos. A predominância de cartões amarelos indica que a coleta seletiva está sendo feita, mas pode melhorar. A região também evoluiu entre as semanas. Todos os condomínios e residências que receberam cartões verdes, e que migraram de vermelho ou amarelo para verde durante as primeiras três etapas da campanha vão receber um certificado de reconhecimento do SLU.

“A aplicação do cartão vermelho faz com que os condomínios e moradores se mexam para sair dessa situação constrangedora; e, por outro lado, a certificação daqueles que estão fazendo a separação corretamente estimula outros a seguir os bons exemplos”, explica o diretor-adjunto do SLU.

Print Friendly, PDF & Email