Candidatura de Alceu Gomes é deferida e seu caminho pode ser com Pábio Mossoró, no dia 15 de novembro

Grande parte dos apoiadores do candidato ao legislativo não querem ver Lêda Borges nem pintada de ouro

A carreira política do vereador Alceu Gomes, do Partido Liberal (PL), quase foi prejudicada pelo amadorismo de Francisco Carvalho, presidente do diretório municipal da legenda e esposo da candidata a prefeita Lêda Borges, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

“Chico”, como é conhecido na cidade, cometeu um erro gritante na Ata da Convenção Partidária e causou uma grande dor de cabeça para Alceu. No entanto, aos 45 minutos do 2º tempo, a candidatura à reeleição do legislador foi deferida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e está liberada para ser avaliada pelos eleitores que irão às urnas no próximo dia 15 de novembro.

Sabendo da insatisfação de seus amigos, apoiadores e familiares, Gomes deve mudar o caminho e abraçar o prefeitável Pábio Mossoró, do Movimento Democrático Brasileiro (MDB). O atual prefeito é favorito à reeleição.

De acordo com uma militante da campanha de Alceu – que pediu para não ter seu nome revelado, o clima é de decepção e muita insatisfação com a tucana. “Ela prometeu que nosso candidato seria o vice da chapa e não cumpriu com o que foi acordado. Não pensou na amizade. Ele foi trocado pela Maria Yvelônia que ninguém conhecia”, disse a moradora do Parque São Bernardo.

Para outro eleitor do Cruzeiro do Sul, a candidata a prefeitura e seu marido não foram corretos com Gomes. “Eu voto nele para vereador. Porém, troquei meu voto para prefeito. Não quero saber de uma pessoa sem palavra”, finalizou o homem que também não quis ser identificado.

Print Friendly, PDF & Email