Centrão detém 66,5 bilhões da União

O bloco com maior previsão orçamentária é o do FNDE, que detém ao menos R$ 54 bilhões

Eleito com uma das promessas do fim da “velha política”, o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido) entregou cargos de segundo e terceiro escalão para a pasta de indicados pelo Centrão. Por enquanto os nomeados tem poder sobre pelo menos R$ 66,5 bilhões da União, de acordo com o. Portal da Transparência. 

O bloco com maior previsão orçamentária é a do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que detém ao menos R$ 54 bilhões. Para ocupar cargo no FNDE foram indicadas duas pessoas, uma do PP e outra do PL.

Na última segunda-feira (01/06) foi publicada no Diário Oficial da União a nomeação de Marcelo Lopes da Ponte para ocupar o cargo de presidente do FNDE, com um salário de R$16.944,90.

O que é o Centrão?

É um grupo de deputados e senadores, que tomou forma no Congresso de 1987- 1988 com congressistas contrários às pautas de esquerda. Possui a característica de apoiar governos em troca de verbas e cargos, não possui uma organização formal ou um número exato de participantes. O Centrão é mais forte na Câmara do que no Senado.

Possuem como característica também a apresentação de projetos de aumento de gastos, grande presença evangélica, defendem medidas contra o aborto, de viés conservador, propõem legislação pena mais dura, contra a discriminação de drogas e são contra medidas de austeridade. Atualmente é composto por, PP; PL; Republicanos; Avante; PRB; Patriota; PSC; PTB; PSD; Pros.

Print Friendly, PDF & Email