Centrão perde dois partidos

MDB e DEM deixam a base que apoia o presidente visando eleições para presidente da Câmara que acontecem em 2021

Os partidos MDB e DEM anunciaram que deixarão o Centrão nos próximos dias. O grupo de nove partidos liderado por Arthur Lira (PP-AL) deve perder a participação de DEM (28 cadeiras) e MDB (35 cadeiras). Com isso, será reduzido de 221 para 158 membros.

Os partidos que continuam na base informal de Jair Bolsonaro é PL, PP, PSD, Solidariedade, PTB, Pros, Avante. Ainda assim, o centrão continuará a ser o maior grupo da Casa. 

As eleições para presidente da Câmara acontecem em fevereiro de 2021 e os nomes cotados para o cargo são cotados nomes como Arthur Lira, Baleia Rossi (MDB-SP), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Elmar Nascimento (DEM-BA). A divisão do grupo indica que os dois grupos podem atuar de forma conjunta em algumas pautas, mas vão buscar condições para lançarem seus candidatos ao comando da Casa.

Print Friendly, PDF & Email