Com salário de R$ 13,5 mil, irmão de Michelle Bolsonaro ganha cargo no Senado

Dourado possuía posto civil de confiança no Ministério da Defesa, no Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas

De acordo com informações do jornalista Guilherme Amado, do Blog no portal Metrópoles, Diego Torres Dourado (33), irmão Michelle Bolsonaro, ganhou cargo de confiança no Senado com salário de R$ 13,5 mil.

Ele ocupava um posto civil de confiança no Ministério da Defesa. De acordo com o jornalista, Dourado era assistente técnico do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas e recebia R$ 5,6 mensais.

No novo emprego, Dourado passou a ser assistente parlamentar da 1ª Secretaria do Senado, hoje comandada pelo senador Irajá, do PSD de Tocantins. Essa fatia da Mesa Diretora é responsável por supervisionar os atos administrativos da Casa. Procurado, Diego Torres Dourado não respondeu.

O senador Irajá afirmou que o irmão de Michelle Bolsonaro passou a ocupar “funções relevantes” na Defesa desde 2007, quando tinha 19 anos, e que possui experiência para o cargo.

Print Friendly, PDF & Email