Comércio no DF reabre hoje após um mês de restrições

Apesar da volta das atividades, o toque de recolher será mantido das 22h00 às 5h00.

A partir desta segunda-feira (29), os estabelecimentos como bares, shoppings e restaurantes voltam a ser liberados no DF. Após quatro semanas de suspensão devido à alta taxa de transmissão do novo coronavírus, o comércio deve obedecer a restrições no horário de funcionamento.

Apesar da liberação dessas atividades, a medida mantém o toque de recolher na capital entre 22h00 e 5h00. A venda de bebidas alcoólicas permanece proibida após as 20h00.

Na quinta-feira (25), entidades do setor de bares e restaurantes chegaram a enviar um ofício ao governador para pedir a ampliação do horário de funcionamento desses estabelecimentos. De acordo com Jael Antônio da Silva, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar), o setor vai esperar a primeira semana para ver como será a evolução da situação com a liberação do comércio. “Precisamos disso, mas quem sabe o que tem que ser feito é o governador”, resume.

O vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista), Sebastião Abritta, vê com bons olhos a retomada as atividades. “Porque, mesmo com dificuldades e restrições de horário, parte do comércio voltará a abrir faltando sete dias para o domingo de Páscoa”, afirma. Para Abritta, “cabe ao consumidor contribuir para que o comércio volte a operar. Os consumidores devem usar máscaras e álcool em gel, o que evita a propagação da covid-19”.

Fabio Hiro, um dos sócios proprietários do Salão Enjoy You, também concorda com o papel dos consumidores em seguir e, principalmente, exigir e fiscalizar os protocolos de segurança. “É preciso entender que o que é essencial hoje é a preservação de vidas e não entrar no mérito de qual atividade é ou não essencial. Não devemos esperar o Estado determinar o que pode ou não abrir. A consciência tem de partir de cada um, do consumidor e do empresário. E o consumidor deve ser o principal fiscal dos protocolos”, avalia. 

A partir das 11h00, a maior parte do comércio poderá abrir. O comércio de rua, que inclui lojas de calçados, roupas, tecidos e empresas de tecnologia, poderá ficar aberto até as 20h00. Bares e restaurantes devem fechar às 19h00. Shoppings e centros comerciais vão funcionar das 13h00 às 21h00.

Leia também:
Ibaneis acaba com o toque de recolher e restrição de horário para comércio

Proibido

Boates, casas noturnas continuam proibidas de funcionar. Eventos presenciais corporativos ou privados só podem ser realizados em formato drive-in com normas de distanciamento impostas para atividades audiovisuais (como cinemas e museus), que inclui distanciamento obrigatório e lotação máxima de 50% do espaço.

Print Friendly, PDF & Email