Vacina, vacinação,seringa, covid 19

Coronavac será aplicada no DF, veja os critérios para a vacinação

O início da vacinação está previsto para hoje, às 10h. Na primeira fase serão imunizados os idosos e deficientes que vivem em instituições de acolhimento, e também índios e profissionais da saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19

Nesta terça-feira (19), ás 10h00, começa a vacinação contra o novo coronavírus no Distrito Federal. A CoronaVac é uma vacina feita em parceria entre o Insituto Butantan, de São Paulo, e a farmacêutica chinesa Sinovac. Ontem à tarde, chegaram a Brasília 105.960 doses para a primeira etapa da vacinação.

É importante que a população seja vacinada para que a circulação do vírus  seja menor, o que reduzirá consequentemente o impacto da pandemia. Muitos se preocupam com os possíveis efeitos colaterais causados pelo imunizante, contudo as reações em geral são fracas. Assim como outras vacinas, podem ocorrer dores locais no braço, sintomas como dor no corpo e temperatura corporal elevada também pode ser comum. A única contraindicação é para crianças e gestantes.

Na primeira fase da vacinação, serão aplicadas as doses em profissionais da saúde e em idosos acima dos 60 anos em que estão em instituições de acolhimento e asilos. Na segunda fase, as demais pessoas com idade acima de 60 anos. Já na terceira fase, serão vacinadas pessoas com comorbidades. Na quarta e última fase, professore e profissionais da força de segurança serão imunizados.

As vacinas serão aplicadas em duas doses, pois precisam estimular o sistema imune, assim como outras vacinas. Se a resposta imune não for ativada na primeira dose, a segunda vem como esforço.

Estudos realizados até agora mostraram que os imunizantes são eficazes para as novas cepas encontradas do novo coronavírus. Mas há possibilidade do surgimento de uma nova cepa cuja vacina não seja eficaz.

Nesse primeiro momento, apenas as salas de vacinação em hospitais públicos receberão as doses. Não haverá agendamento. O profissional da saúde deve procurar o hospital onde trabalha ou unidade mais próxima de sua residência para receber a primeira dose.

As 105 mil doses recebidas pelo DF vão garantir as duas doses para os grupos prioritários. Quem for receber a vacina, fará um cadastro com o número do CPF e deve guardar a comprovação da primeira dose para receber a segunda.

Ao anunciar o início da vacinação, o subsecretário de Vigilância em Saúde, Divino Valério, reforçou que as medidas de prevenção devem continuar até mesmo entre os imunizantes.

“Até que nós consigamos fazer a prevenção de toda a população do Distrito Federal, permanece a orientação do uso de máscara, higienização das mãos e manter a distância”, destacou.

Print Friendly, PDF & Email