COVID-19: mais de 37,9 mil pessoas são vacinadas no DF

O DF conta com 158 mil doses disponíveis para vacinar os habitantes

Nessa quinta-feira (28), o Distrito Federal chegou ao décimo dia de imunização da população contra o novo coronavírus. Desde 19 de janeiro 37.914 pessoas receberam a primeira dose da vacina. São duas as vacinas utilizadas na capital federal. Da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegaram 125 mil doses, enquanto da Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca, foram 41,6 mil.

O DF conta com 158 mil doses disponíveis para vacinar a população, excluindo os 5% que fazem parte da reserva técnica. 23,9% dos imunizantes disponíveis no DF foram aplicados nos moradores que compõem os grupos prioritários.

Grupos prioritários

Idosos a partir de 60 anos que moram em unidades de acolhimento;

Pessoas com deficiência que vivem em unidades de acolhimento e cuidadores que atuam nessas instituições;

Povos indígenas que vivem em terras indígenas;

Pacientes internados em home care e no Núcleo Regional de Atendimento Domiciliar;

Trabalhadores dos serviços de Atenção Pré-Hospitalar (APH).

Os colaboradores das unidades administrativas pelo Instituto de Gestão Estratégica de saúde do distrito federal (Iges-DF) também foram beneficiados por circular da Secretaria de Saúde que ampliou o público-alvo priorizado nesta primeira etapa da vacinação contra a Covid-19.

A circular nº 01/2021, inicialmente publicada em 19 de janeiro, foi atualizada nessa segunda-feira (25). O documento inclui, entre os novos grupos prioritários, “os trabalhadores de saúde da Rede SES-DF de todos os níveis de atenção à saúde, bem como do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (…)”.

“A prioridade continua para os profissionais da linha de frente, mas, conforme formos recebendo novas doses, incluiremos todos os outros trabalhadores de saúde, gradativamente, dentro do que está previsto no Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde”, afirmou o presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo.

Print Friendly, PDF & Email