Covid-19: vacinas no DF serão antecipadas primeiro para os professores

Dados da Secretaria de Saúde mostram que mais de 23,9 mil trabalhadores das redes pública e privada de ensino aguardam a aplicação do reforço

Na segunda-feira (12), a Secretaria de Saúde informou que a antecipação da segunda dose da vacina deve começar pelos professores da rede de ensino local. Anteriormente, o prazo definido entre uma aplicação e outra da vacina da AstraZeneca era de três meses. O intervalo caiu para 60 dias. A medida visa garantir a volta às aulas presenciais, prevista para 2 de agosto.

“Então, começamos na semana que vem com professores para que a gente possa disponibilizar as aulas a partir do dia 2 [de agosto]”, disse o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, durante coletiva de imprensa realizada no Palácio do Buriti.

Segundo Okumoto, está sendo feita uma análise científica, que foi demonstrada pelas bulas da AstraZeneca, quanto a utilização da vacina a partir de 60 dias.

Leia também:
Ibaneis inaugura UPA do Paranoá

A vacinação dos profissionais da educação começou em 20 de maio, no DF. Na próxima terça-feira (20), completam-se dois meses do início das aplicações.

Dados da Secretaria de Saúde mostram que mais de 23,9 mil trabalhadores das redes pública e privada de ensino, entre professores, servidores do departamento administrativo, vigilantes e merendeiros, aguardam a aplicação do reforço. 

A decisão de antecipar a aplicação da segunda dose começou em outras unidades da Federação como uma forma de tentar barrar a circulação de novas variantes da Covid-19. No DF, contudo, como ainda não há registros oficiais da presença das novas cepas mais perigosas, a decisão servirá para ajudar na retomada das atividades econômicas locais.

Print Friendly, PDF & Email