“CPF cancelado”, diz Bolsonaro após morte de Lázaro Barbosa, autor de chacina no DF

Após 20 dias de perseguição, Lázaro foi baleado e morte, em Goiás, durante um confronto com integrantes da força-tarefa responsável pelas buscas por ele

Nessa segunda-feira (28), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), falou sobre a morte de Lázaro Barbosa. “Tem gente chorando pelo Lázaro aí. Ele não morreu de covid, não? Não estou debochando de ninguém, não”, disse a apoiadores.

Mais cedo, Bolsonaro já havia comemorado a ação policial nas redes sociais.

Leia também:
GDF prepara mais de 500 voluntários para o combate a violência contra a mulher

“CPF cancelado!”, publicou. “Parabéns aos heróis da PM-GO por darem fim ao terror praticado pelo marginal Lázaro”. E acrescentou que “o Brasil agradece”.

Para o mandatário, a morte do criminoso representa “menos um para amedrontar as famílias do bem”.  “Suas vítimas, sim, não tiveram uma segunda chance”, afirmou o presidente. Pela manhã, a expressão “CPF cancelado” apareceu entre os cinco assuntos mais comentados no Twitter no Brasil. 

Print Friendly, PDF & Email