O presidente da República,Jair Bolsonaro, discursa durante a solenidade de anúncio do Sistema de Avaliação de Impacto ao Patrimônio e lançamento do Guia Brasileiro de Sinalização Turística.

De acordo com pesquisa, rejeição a Bolsonaro e ao governo seguem em seu momento de maior rejeição

Segundo pesquisa do PoderData, a desaprovação ao governo é de 62%

De acordo com pesquisa PoderData realizada nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro e a sua gestão frente ao Palácio do Planalto seguem em seu momento de maior rejeição.

Na pesquisa divulgada nesta quarta-feira (21), 56% avaliam o presidente como ruim ou péssimo, uma oscilação de 1 ponto para cima em relação as duas semanas antes. Para 26%, o desempenho de Bolsonaro é bom ou ótimo; 15% o avaliam como regular.

Leia também:
Pesquisa Datafolha mostra que maioria acha que militares não deveriam ter cargos no governo

O PoderData fez dois questionamentos aos entrevistados: uma sobre a avaliação do desemprenho pessoal do presidente e outra sobre o seu governo. Nessa última, são dadas 3 opções: aprova, desaprova ou não sabe.

Os resultados mostram que a gestão bolsonaristas é aprovada por 32% e reprovada por 62%.  Outros 6% não sabem como responder. Essas taxas também variaram na margem de erro.

Os que têm de 25 a 44 anos (61% desse grupo), os moradores da região Nordeste (62%), os que cursaram ensino superior (66%) e os desempregados ou sem renda fixa (61%) são os estratos que mais rejeitam (“ruim”+”péssimo”) o desempenho de Bolsonaro.

Leia também:
Ministério da Saúde admite ineficácia de cloroquina

Já os homens (32%), os moradores das regiões Sul (38%) e Norte (33%) e os que ganham de 5 a 10 salários mínimos (33%) são os que mais aprovam.

DESTAQUES DEMOGRÁFICOS: AVALIAÇÃO DO GOVERNO

O gráfico a seguir estratifica os votos dos entrevistados.

escolaridade – 73% dos que têm ensino superior desaprovam o governo;

região – 70% no Nordeste desaprovam a gestão bolsonarista; 52% no Norte aprovam –é o único dos 19 estratos em que a aprovação supera a reprovação;

renda – 69% dos desempregados ou sem renda fixa rejeitam o governo; 47% dos que ganham de 2 a 5 salários mínimos aprovam.

Leia também:
Bolsonaro anuncia Augusto Aras para novo mandato no comando da PGR

A pesquisa foi realizada no período de 19 a 21 de junho de 2021 pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360.

Foram 2.500 entrevistados em 427 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Print Friendly, PDF & Email