Depois da CEB, GDF tem pelo menos mais 13 propostas de desestatização

Por meio de concessão ou PPP, podem ser desestatizados o Metrô-DF, a Rodoviária do Plano Piloto, os restaurantes comunitários e outros

Após a venda da CEB por R$ 2,515 bi, no ano passado, o Governo do Distrito federal (GDF) pretende privatizar outros órgãos e serviços públicos. Estão na mira a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), estacionamentos rotativos, a Rodoviária do Plano Piloto e restaurantes comunitários, entre outros.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) já havia prometido privatizar outros órgãos e investir em benefícios para a capital. “Temos a Rodoviária, os pátios de estacionamento do DER e do Detran, a concessão do Metrô, que está avançando também. Eu acho que o ano de 2021 vai ser o ano das privatizações e concessões no Distrito Federal”.

No mínimo 13 processos de desestatização já estão em andamento no GDF. Nove são responsabilidade da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) e tratam-se de PPPs e concessões. Algumas dessas desestatizações já estão bem encaminhadas, inclusive tiveram audiência pública e projetos encaminhados ao Tribunal de Contas do DF (TCDF). Esse é o caso da Via Ponte Paranoá e do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A Secretaria de Projetos Especiais (Sepe) está com quatro PPPs em andamento. Uma delas é a construção, manutenção e operação de seis novos restaurantes comunitários, além da modernização e operação dos 14 já existentes.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) inaugura, hoje, uma subestação no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA). A cerimônia contará com a presença do diretor-geral da instituição, Edison Garcia. A obra faz parte do plano de investimentos para melhorias no fornecimento de energia do Distrito Federal.

Concessão

  • Companhia Metropolitana do DF (Metrô); Estacionamentos Rotativos; Rodoviária do Plano Piloto; Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)
  • Projetos enviados ao Tribunal de Contas do Distrito Federal. Concluída a avaliação do TCDF, serão licitados
  • BRT Sul e Oeste
    A Secretaria está fazendo ajustes no projeto para apresentação em audiência pública
  • Pátios de retenção e execução de leilões de carrosEdital de licitação publicado, com entrega das propostas em 1º de março

PPPs

  • Via Ponte Paranoá; já passou por audiência pública, e as contribuições recebidas estão sendo analisadas
  • Avenida das Cidades e Nova Saída Norte; a Semob está fazendo ajustes nos projetos para apresentação em audiência pública
  • Restaurantes comunitários; processo está na fase final de adequação dos estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica. Depois, será encaminhado para análise do TCDF
  • Centro logístico para distribuição de medicamentos; o processo está na segunda fase do Processo de Manifestação de Interesse. Depois, a documentação será enviada para análise do TCDF. A previsão é de que a licitação ocorra no segundo semestre deste ano
  • Postes multiuso; fase de análise dos estudos. Após essa etapa, serão realizadas consulta e audiência públicas. A licitação deve ser realizada no segundo semestre deste ano
  • Programa de projetos – Gestão Integrada Sustentável de Resíduos Sólidos do DF e Entorno; processo está na fase de finalização dos estudos. Depois que forem entregues, ainda passarão pela análise dos técnicos, que escolherão a melhor proposta
Print Friendly, PDF & Email