Depósitos do benefício do PIS/Pasep continua no próximo dia 19 de janeiro

Benefício pago a trabalhadores de baixa renda, que está sendo pago desde julho de 2020, continuará sendo depositado, desta vez aos nascidos em janeiro e fevereiro

O governo federal pagará o abono salarial do PIS (iniciativa privada) e Pasep (servidores públicos) pelos próximos três meses, para pessoas nascidas de janeiro a junho ou com final de inscrição entre 5 e 9. O benefício é destinado a trabalhadores de baixa renda – que recebem até dois salários mínimos – e já foi pago aos que têm aniversário nos meses de julho a dezembro e aos que têm final de inscrição de 0 a 4.

A partir do dia 19 de janeiro de 2021 os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro receberão os pagamentos, conforme calendário. Neste lote, também receberão os funcionários públicos cuja inscrição termina com o número 5. O Benefício, que é uma espécie de 14º salário, varia de R$ 88 a R$ 1.045 conforme o número de meses trabalhados com a carteira assinada no ano anterior. O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021.

Quem tem direito ao PIS/Pasep

Tem direito ao Abono Salarial 2020/2021 o trabalhador inscrito no PIS há no mínimo cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Recebem o benefício na Caixa os trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. As pessoas que trabalham no setor público têm direito ao Pasep e recebem o benefício no Banco do Brasil.

Para os trabalhadores que tiverem os dados declarados na Rais 2019 fora do prazo e entregues até 30 de setembro de do ano passado, o pagamento do benefício está disponível desde 4 de novembro de 2020.

A quantia que o trabalhador vai receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente ao longo do ano anterior. O cálculo é na proporção de 1/12 do salário mínimo vigente na data do pagamento. Dessa maneira, o valor liberado pode variar entre R$ 91,66 e R$ 1.100.

No caso de falecimento do participante, herdeiros têm direito ao saque. É necessário apresentar documentos que comprovem a morte e a condição do beneficiário legal.

Print Friendly, PDF & Email