Deputados e senadores contraem coronavírus após campanhas eleitorais

Eleições causam aumento no número de casos de deputados e senadores com covid-19, e cidades que estavam com taxa de reprodução do vírus baixa cresce novamente

Após eleições municipais número de senadores e deputados com covid-19 aumentam, o que foi observado pela infectologista do UniCeub, é que os candidatos esqueceram que estamos em um momento de pandemia e promoveram campanhas e festas com aglomerações, agora cidades que antes estavam com baixa no número de infectados voltam a aumentar novamente.

Joana D’Arc, professora de infectologia do Centro Universitário de Brasília (UniCeub), afirma que não era o momento para novas eleições, “Precisamos ter consciência de que as eleições aconteceram em um momento de crise sanitária mundial e, mesmo com as orientações, muita gente não cumpriu os pilares de controle da pandemia. Neste período, vimos que muitos candidatos e seus cabos eleitorais abandonaram os protocolos de segurança em caravanas, carreatas e comícios lotados pelo país”

Segundo a professora, as pessoas seguem os exemplos de seus líderes, quando o país segue diferentes orientações a população fica confusa. As campanhas promoveram o alastramento do vírus, o que podemos esperar agora é uma segunda onda.

Leia também:
Covid-19: DF começa a aplicar reforço em profissionais da Saúde

Dos candidatos infectados estão, Osmar Terra (MDB-RS), Sâmia Bonfim (Psol-SP), Fábio Trad (PSD-MS) e Hildo Rocha (MDB-MA). Já entre senadores, Luiz Carlos Heinze (PP-RS), Kátia Abreu (PP-MT) e Ângelo Coronel (PSD-BA). O governo também tem alguns casos confirmados, o mais recente é o ministro da justiça, André Mendonça, que segue em isolamento em casa.

Print Friendly, PDF & Email