“É igual a buscar leão na selva”, afirma Mourão sobre Lázaro Barbosa, autor de chacina no DF

Foragido, Lázaro Barbosa tem extensa ficha criminal e, desde o dia 9 de junho é procurado pelo assassinato de uma família, no Incra 9, em Ceilândia

Na manhã desta sexta-feira (18), o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), ao comentar o caso de Lázaro Barbosa (32), afirmou que não é fácil encontrá-lo em “mato cerrado”. De acordo com ele, “é igual a buscar leão na selva”.

Lázaro está sendo procurado pela polícia desde o dia 9 de junho por matar quatro pessoas no Distrito Federal. Durante a fuga, ele atirou em três pessoas, colocou fogo em uma casa e roubou carros. As polícias do DF e de Goiás montaram uma força-tarefa para encontrá-lo.

“A polícia tem tropa especializada, principalmente a área em que ele está, de mato cerrado, não é simples você achar uma pessoa. Uma área larga, você tem que isolar. Primeiro, se faz um cerco longo, depois você vai dividindo por quadrante e vai vasculhando até achar o cara. É igual a buscar leão na selva, vai batendo mato, operação demorada”, explicou.

Lázaro nasceu em Barra do Mendes, interior da Bahia e tem uma extensa ficha criminal. Ele é acusado de crimes como roubo, estupro e porte ilegal de arma.

Leia também:
GDF prepara mais de 500 voluntários para o combate a violência contra a mulher

Ele responde por homicídio na Bahia; tem um mandado de prisão decorrente de uma condenação por estupro e roubo com arma de fogo em Brasília; além da suspeita de um ataque com golpes de machado na cabeça de idosos em Goiás. Ele já foi preso, mas fugiu.

Print Friendly, PDF & Email