Escolas de Taguatinga recebem do GDF mais de R$ 2 milhões para reformas

Rafael Prudente, presidente da CLDF, e Leandro Cruz, secretário de Educação, conferiram a aplicação dos recursos do Pdaf em Taguatinga, que estão sendo investidos para melhorias diversas da infraestrutura das escolas

Na quinta-feira (29), Rafael Prudente, presidente da Câmara Legislativa do DF, e o secretário de Educação, Leandro Cruz, visitaram as escolas classe 15, 18 e 41, de Taguatinga, com o objetivo de avaliar as reformas que estão sendo feitas com recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) e ouvir as demandas dos gestores. O convite foi feito pelo coordenador regional de Ensino da cidade, Murilo Marconi Rodrigues.  

Só neste ano, R$ 2,14 mi de recursos do Pdaf foram destinados pela Secretaria de Educação (SEE) a Taguatinga.  “Hoje foi um dia maravilhoso para a educação”, destacou Leandro Cruz. “Corremos a região de Taguatinga, um pequeno pedacinho dela, na nossa caminhada para irmos a todas as escolas do Distrito Federal, apoiando e ajudando na construção da nossa educação pública, gratuita e de qualidade”, disse.

Rafael Prudente, por sua vez, declarou: “Agradeço todo o empenho da Secretaria de Educação, que, mesmo durante o período de pandemia, tem feito investimentos importantes. Esperamos que as aulas voltem o quanto antes, com certeza com um ambiente muito melhor para o ensino de qualidade, para que os estudantes possam voltar a suas atividades normais”.

Murilo Marconi Rodrigues também agradeceu o apoio às unidades de ensino da regional. “A palavra que a gente tem aqui em Taguatinga em relação à Secretaria de Educação é ‘gratidão’, declarou.

Leia também:
Bolsonaro anuncia mudança ministerial; Ciro Nogueira deve assumir Casa Civil

Reformas

A Escola Classe (EC) 41 obteve 6,7 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019, ultrapassando a meta de 6,3. Foi uma das melhoras notas do DF.

A diretora da escola, Edna Santos de Miranda apontou que o motivo do êxito é o engajamento da comunidade na vida escolar dos estudantes e as melhoras na infraestrutura. “Isso motiva o professor, e o estudante gosta de uma escola bonita, bem-estruturada, quer ter orgulho dela”, avaliou.

Localizada na EQNL 13/14, a unidade atende 632 crianças e adolescentes da educação infantil e do ensino fundamental, que contam com 38 salas de aula, de leitura, de vídeo e de informática. Neste ano, será instalada a cantina e colocada granitina nos corredores e no pátio. O total de investimento nas reformas é de R$ 250 mil.

Leia também:
Prudente se agiganta politicamente e causa ciúmes em muita gente

A diretora da escola Escola Classe 18, na QND 12, contou que a unidade já passou por melhorias, com verbas da SEE e de emendas parlamentares, e precisa de mais reformas, o que está sendo viabilizado com os recursos do Pdaf.

Está sendo colocada granitina em todas as salas e reformado o piso das salas de aula e daquelas utilizadas pelos servidores, para dar mais conforto e segurança aos 580 estudantes dos anos iniciais e à equipe da instituição. Somente da Pdaf semestral da SEE, a escola recebeu no primeiro semestre R$ 42,2 mil.

Leia também:
Rafael Prudente, presidente da CLDF, toma posse como governador em exercício

Já a EC 15 comemora as melhorias realizadas. Neste primeiro semestre recebeu 32,9 mil da SEE, para reforma, num primeiro momento, da parte elétrica, de algumas salas de aula e dos banheiros, além de troca de telhados em dois blocos e colocação de granitina em outros dois.

O diretor da escola, Edson Alves Barbosa, afirmou: “As reformas vão contribuir nos nossos projetos pedagógicos, como de capoeira, caratê e música. Também temos parceria para atender a comunidade vizinha com um projeto de futsal. Então, quando as atividades presenciais retornarem, todos vão encontrar uma estrutura bacana, funcional. É importante aproveitar este momento não presencial para isso”.

Print Friendly, PDF & Email