Estudantes do ensino médio voltam às aulas presenciais nesta segunda-feira no DF

As aulas presenciais na rede pública de ensino estavam suspensas desde março de 2020, devido à pandemia de Covid-19

Nesta segunda-feira (23), estudantes do ensino médio da rede pública do Distrito Federal voltam às aulas presenciais. De acordo com a Secretaria de Educação, são 87.710 estudantes matriculados.

As turmas de ensino médio serão divididas em dois grandes grupos. Enquanto o primeiro estiver presencialmente na escola, o outro estará realizando atividades pedagógicas não presencias.

Dessa forma, nesta segunda-feira, espera-se 43.855 estudantes voltem à escola pela primeira vez desde março de 2020.

Leia também:
Senado Federal apresenta Relatório da CPI da Covid nesta quarta-feira

A secretaria de Educação do DF, Hélvia Paranaguá esteve na abertura do turno matutino do Centro de Ensino Médio (CEM) n° 1, no Guará, para acompanhar a chegada dos alunos.

“Acreditamos que a maior parte retornará hoje e também na próxima semana de forma alternada. Todos os estudantes que conversaram conosco também relataram a vontade de tomar logo a vacina contra a Covid-19. Está chegando a faixa etária deles e estamos muito otimistas com o retorno do médio”, explicou Paranaguá.

Leia também:
GDF abre licitação para reforma da ponte JK

“No total, como já temos o retorno ao presencial de outras etapas, o balanço é muito positivo. A grande maioria já retornou. As classes de natureza especial, voltam no dia 30. Estamos contentes com o balanço”.

Cynara Martins, diretora do CEM nº 1, afirmou que a escola está preparada para receber os estudantes. “Criamos vários espaços livres. Estamos entregando máscaras e uma cartilha orientativa sobre os protocolos. A ideia é conscientizar que a pandemia não acabou e para que continuem tomando todos os cuidados. Os alunos ficaram prejudicados com o remoto. A aprendizagem precisa ser retomada por completo”.

Leia também:
Ibaneis pretende vacinar toda a população do DF até o fim do ano

O retorno só foi possível após vacinação de 56 mil professores da rede pública contra o novo coranavírus.

Nas escolas particulares, o retorno ocorreu em setembro do ano passado.

Print Friendly, PDF & Email