Feminicídio em Águas Claras

Feminicídio em Águas Claras

Os corpos de um casal foi encontrado na manhã de quinta-feira

Na manhã de ontem (30), foram encontrados dois corpos em um apartamento em Águas Claras. Era uma mulher de 34 anos e de um homem, de 42 que foram mortos a facadas. A polícia investiga o caso como feminicídio.

Conforme o boletim de ocorrência, “o apartamento estava com chão e as paredes sujos de sangue”. Havia três facas ensanguentadas jogadas no chão.

Investigadores da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) confirmaram, na manhã desta sexta-feira (31/7), que o cirurgião dentista Fabrício David Jorge, de 41 anos, esfaqueou a enfermeira Pollyana Pereira de Moura, 35, no apartamento do casal, no edifício My Life Style, em Águas Claras. Em seguida, segundo uma fonte policial afirmou ao Correio Braziliense em primeira mão, ele cometeu suicídio. 

Pollyana deixa uma filha, do casamento anterior, de 15 anos. A adolescente estava com pai no momento do assassinato e, portanto, não presenciou a cena. Fabrício também tinha filhos de relacionamento anterior, uma garota de 15 anos e um menino 10.