Funcionários com supersalários no Sesi

Desde 2017 corre processo na justiça para a demissão de três funcionários 

Segundo informações do Metrópoles há três anos o Serviço Social de Indústria (Sesi) tenta demitir pessoas com supersalários. Em 2017 foi aberto um processo na Justiça para a demissão de Paulo Sérgio Pereira, que recebe salário mensal de R$ 72 mil; de sua ex-esposa Aldair Roberta de Oliveira, com remuneração de R$ 42,3 mil; e do irmão dela, Alair Roberto de Oliveira, que tem vencimentos de R$ 33,1 mil.

O trio ganha por mês, no total, R$ 144 mil, gasto que vai a R$ 4 milhões por ano quando são aplicados 13º, encargos e outros diversos penduricalhos acumulados ao longo de vários anos.

O Sesi ajuda na capacitação de pessoas, tem a missão de manter a qualidade de vida do trabalhador e de seus dependentes, com foco em educação, saúde e lazer, além de estimular a gestão socialmente responsável da empresa industrial. O sistema é mantido com contribuição dos trabalhadores e empresas do setor industrial.

Informacoes do Metrópoles

Print Friendly, PDF & Email