Gabinete paralelo. Isso é papo furado

Quando eram Presidentes da República, Lula e Dilma, recebiam no Palácio do Planalto todos os segmentos da sociedade do nosso país

Nos últimos dias, ouvimos comentários sobre um tal “gabinete paralelo”, que existe no Palácio do Planalto. Será que existe mesmo. Fiquei intrigado com os fatos, que estão sendo explorados, por uma rede de televisão, por esquerdistas e por oposicionistas do Governo Federal.

Agora pergunto: que “gabinete paralelo” é esse que tanto se comenta. Será que o Presidente Jair Bolsonaro, não pode se reunir, com médicos, lideranças políticas, artistas, pessoas da sociedade do nosso país, para discutir um assunto de interesse do povo brasileiro?

Leia também:
STF retoma trabalho visando defender a Corte contra acusações de Bolsonaro

Quando eram Presidentes da República, Lula e Dilma, recebiam no Palácio do Planalto todos os segmentos da sociedade do nosso país, inclusive do exterior, como por exemplo sindicalistas, diretores de centrais de trabalhadores e outras coisas mais. A Presidente Dilma tinha o hábito de se reunir e até almoçar, com “médicos” cubanos, que vieram para o Brasil prestar assistência médica para as comunidades mais carentes, principalmente na Amazônia e ninguém fez qualquer tipo de comentários sobre essas ações.

Leia também:
Bolsonaro quer Bolsa Família de R$ 400 e a cada dois um vale-gás

Agora, porque o Presidente Jair Bolsonaro, se reúne com diversos setores da vida pública brasileira é um Deus nos acuda, como se isso fosse um crime, por parte do Chefe da Nação. É aquele velho ditado: ”para nós tudo e para Bolsonaro e sua equipe nada”.

A verdade que tudo isso que está acontecendo, é porque os adversários do Presidente Jair Bolsonaro, estão lendo e colocando em prática o Estatuto do Foro de São Paulo, que um dos seus artigos diz, que quanto pior melhor.

Print Friendly, PDF & Email