GDF determina retorno de servidores ao trabalho presencial após 2ª dose da vacina contra Covid-19

A medida foi assinada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB)

O governo do Distrito Federal determinou a retomada do trabalho presencial de servidores, empregados, estagiários e colaboradores que já tenham se vacinado contra a Covid-19.

A volta deve ocorrrer após 15 dias do recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única, nos casos indicados pelo fabricante.

O decreto não se aplica às servidoras gestantes; aos servidores com histórico de hipersensibilidade ao princípio ativo, bem como a qualquer dos excipientes da vacina contra a covid-19; e aos servidores que apresentaram reação anafilática.

Leia também:
Hospital da Criança recebe investimento de R$9,5 milhões

Para comprovação desses casos, os servidores deverão apresentar laudo médico homologado na Subsecretaria de Segurança e Saúde no Trabalho, da Secretaria de Economia, que comprove o estado clínico declarado.

Compete às chefias imediatas de cada órgão a observação quanto ao cumprimento do disposto no decreto.

O decreto 42.253 foi publicado do DODF desta quinta-feira (1º) e altera o decreto 41.913, de 19 de março de 2021, e o decreto 41.841, de 26 de fevereiro de 2021.

Com informações da Secretaria de Economia

Print Friendly, PDF & Email