GDF vai reabrir Fábrica Social no segundo semestre

Um chamamento público foi divulgado no Diário Oficial do DF para selecionar a Organização da Sociedade Civil (OSC) que vai capacitar 1,2 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social

O Governo do Distrito Federal vai reabrir no segundo semestre deste ano a Fábrica Social. Um chamamento público foi divulgado no Diário Oficial do DF para selecionar a Organização da Sociedade Civil (OSC) que vai capacitar 1,2 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social com o objetivo de inserção no mercado de trabalho. O investimento do governo local é de cerca de R$ 2 milhões durante um ano.

A Secretaria de Trabalho (Setrab) será responsável pela seleção da OSC que vai cuidar dos profissionais a serem contratados para ministrar cursos de corte e costura, construção civil, marcenaria e jardinagem. 

Documentos

O modelo de ficha de inscrição, da proposta e de declarações de Ciência e Concordância e de Vistoria ou de Abstenção de Vistoria podem ser acessados pelo site: http://www.trabalho.df.gov.br/chamamento-publico-para-oscs/

Thales Mendes Ferreira, secretário de trabalho, lembra que, além de inserir pessoas no mercado de trabalho, a capacitação na Fábrica Social vai permitir o retorno daqueles que ficaram desempregados devido à pandemia do novo coronavírus. “Há setores que ganharam destaque durante o contágio, como o da construção civil – que é um dos cursos que serão ofertados pelo projeto”, comentou.

Subsecretário de Ações Sociais, Carlos Egito reforça que a Fábrica Social acompanha o estudante do início ao fim do curso. “Auxiliamos no cadastro, orientamos durante as aulas, acompanhamos o aluno e sua família e, ao final da capacitação, encaminhamos para o mercado de trabalho com apoio da Secretaria. Caso a pessoa queira abrir o próprio negócio, a pasta ajuda oferecendo uma de linha de crédito”, explica.

Etapas

A abertura dos envelopes das propostas será realizada pela Comissão de Seleção, em 15 de junho, às 9h30, na sala de reuniões do Edifício Sede da Setrab – também localizado no Setor de Edifícios Públicos Norte (SEPN), Quadra 511, Bloco A, 2º andar. Em até 10 dias corridos, será feita a divulgação do resultado provisório de classificação dos projetos no Diário Oficial do DF.

Após a escolha, a equipe selecionada deverá ter, no mínimo, profissionais para ocupar os seguintes cargos: supervisor geral de projeto; coordenadores pedagógicos, administrativo, de instrutoria e de acompanhamento de egressos; instrutor para cada curso/turma; assistentes de monitoria; assistentes administrativos/geral; e intérprete de Libras, quando for o caso.

Com informações da Agência Brasília

Print Friendly, PDF & Email