20/05/2021 Crédito: Ed Alves/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Cidades.Governador Ibaneis Rocha nomeia 437 servidores da Educação, Professores aprovados em concurso de 2016 e que ainda não foram chamados cobram nomeação.

Governador Ibaneis assume Secretaria de Saúde após exoneração de Osnei Okumoto

As mudanças devem ser oficializadas no Diário Oficial desta sexta (27)

Após o secretário de Saúde Osnei Okumoto ser exonerado da função, o governador Ibaneis Rocha assumirá interinamente o cargo. A informação foi confirmada pela assessoria do Palácio do Buriti na noite de quinta-feira (26).

Entre o fim da tarde e à noite, outros dois nomes chegaram a ser anunciados como os novos responsáveis pela pasta. Primeiro, foi a vez do médico ortopedista Alberto Aguiar Santos Neto mas, segundo o governo local, ele “decidiu não assumir o cargo por motivos pessoais, principalmente de ordem familiar”.

Saída de Okumoto

Leia também:
IPCA registra 0,87% em agosto e atinge 9,96% em um ano, influenciado pelos preços dos combustíveis

De acordo com o Palácio do Buriti, Osnei “pediu exoneração do cargo e vai voltar à presidência do Hemocentro.

Osnei não participou da entrevista coletiva sobre medidas contra a Covid-19 nesta quinta. Ele costumava responder perguntas nesses encontros. No lugar dele, esteve o secretário adjunto de Gestão em Saúde, Arthur Felipe Siqueira de Brito, que também deve deixar o cargo

Ele assumiu o cargo em janeiro de 2019, no início da gestão de Ibaneis. Em março do ano passado, após o começo da pandemia, Osnei Okumoto pediu demissão da Secretaria de Saúde e assumiu a presidência do Hemocentro.

Leia também:
Segundo Datafolha, Lula segue à frente de Bolsonaro, e no 2º turno, tem 56% contra 31%

Na época, Francisco Araújo foi nomeado para a pasta. Ele foi exonerado em setembro do ano passado, após ser preso em meio às investigações da operação Falso Negativo, que apurou fraudes na compra de testes rápidos de Covid-19. O Ministério Público afirmou que Francisco “capitaneava uma organização criminosa”. Ele nega as acusações. Dessa forma, Osnei voltar a comandar a Secretaria de Saúde.

Print Friendly, PDF & Email