Governadores de 13 estados e DF divulgam nota em defesa do STF

No texto, os governadores afirmam que o “Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”

Nesta segunda-feira (16), governadores de 13 estados e do Distrito federal divulgaram uma nota pública em solidariedade ao Supremo Tribunal federal (STF), aos ministros e às famílias, “em face de constantes ameaças e agressões” à Corte.

“O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”, escrevem na nota.

Os governadores afirmam que, “no âmbito dos nossos Estados“, farão “tudo para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário“.

Leia também:
Ibaneis promete entrar na justiça caso projeto do ICMS passe

Assinam o documento os governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB); da Bahia, Rui Costa (PT); do Maranhão, Flávio Dino (PSB); de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); de São Paulo, João Doria (PSDB); do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); do Ceará, Camilo Santana (PT); da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania); do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); do Piauí, Wellington Dias (PT); do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); de Alagoas, Renan Filho (MDB); de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD); e do Amapá, Waldez Goés (PDT).

Leia também:
Guedes: Reforma tributária e administrativa serão aprovadas em 2021

No Twitter, o governador da Bahia, Rui Costa, disse que “o Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição”. “Nosso apelo é por serenidade e paz”, afirmou.

Bolsonaro afirmou no sábado (14) que pedirá, nesta semana, um processo contra os ministros do STF Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso no Senado Federal.

Ele afirmou que os ministros “extrapolam” com atos os limites constitucionais.

Print Friendly, PDF & Email