Governo reconhece a gravidade do coronavírus na capital

O secretário de saúde, Francisco Araújo pede ajuda do Executivo e da populacao para conter o avanço da doença 

O Secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo Filho concedeu entrevista ao Correio Braziliense reconhecendo a gravidade da pandemia na capital e afirmou que é necessário uma ação conjunta do governo federal e da população para conter o avanço do novo coronavírus.  

“O governo fez e faz muito esforço para fazer a parte dele. Não só com a abertura de leitos, mas com contratação de profissionais, campanhas educativas, organização, toda a parte pedagógica. Mas, o mais importante, agora, é a população fazer a parte dela”, argumentou. Ele defendeu que, mesmo com a reabertura do comércio, os brasilienses precisam manter os cuidados. “Você pode ir ao parque adotando todo o protocolo, você pode ir ao restaurante que está aberto e manter o distanciamento e todos aqueles cuidados que são necessários.”

O secretário reforçou os apelos ao comentar os problemas em cidades com maior vulnerabilidade social, como Ceilândia (que registra o maior número de casos). “Neste momento, não tem como mais dizer que se vai fazer outras ações, além do que está pactuado, numa cidade como Ceilândia. A rede tem um limite de atuação e de execução, e ele está chegando. Agora, independentemente de onde more, o cidadão precisa se proteger.”

Leia também:
Bolsonaro diz que não tomará a vacina

Informações Correio Braziliense

Print Friendly, PDF & Email