Homem de 60 anos morre após ser arremessado de ônibus no DF

A vítima morreu no local do acidente ao ser arremessado para fora do transporte e bater a cabeça no meio-fio, no Riacho Fundo II

Higson da Silva (60) morreu após cair de um ônibus em movimento na manhã desta terça-feira (24), no Distrito Federal. Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), a porta do veículo se abriu no momento em que o motorista fazia a curva em frente ao condomínio na quadra 6 do Riacho Fundo II. O passageiro foi arremessado para fora do ônibus, atingindo de cabeça o meio-fio da via.

Segundo o motorista, os passageiros gritaram “Caiu! Caiu!”, quando perceberam que o homem foi lançado para fora do ônibus da empresa Urbi.

O Corpo de Bombeiros chegou rápido ao local, mas o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já havia constatado a morte da vítima.  

Ônibus

Um levantamento divulgado pelo Instituto de Fiscalização e Controle (IFC), em parceria com o Ministério Público do DF (MPDFT), que ouviu ao todo 2.960 pessoas, disse que para 85% dos passageiros a qualidade dos ônibus é “ruim” ou “péssima”.

Além disso, os passageiros também reclamam do preço das passagens. Segundo o estudo, 74% dos usuários consideram o valor cobrado por viagem, que varia de R$ 2,70 a R$ 5,50, alto.

Segundo o estudo, a conservação do veículo também é um problema. 54% dos participantes da pesquisa disseram ter presenciado alguma falha mecânica.

Das 22 questões sobre satisfação do usuário, mais da metade teve resultado negativo.

A Urbi, empresa responsável pela linha, divulgou uma nota sobre a morte do passageiro.  

Nota na íntegra

“A Urbi lamenta informar o acidente envolvendo o ônibus da Urbi e um passageiro, que ocorreu na manhã desta terça-feira, 24 de novembro, próximo ao Terminal do Caub, no Riacho Fundo II. A equipe de sinistro foi acionada e enviada ao local, a fim de prestar apoio e iniciar a apuração das causas do acidente. A equipe aguarda a perícia no local, mas até o momento o que se sabe é que a vítima viajava sobre os degraus da porta e que, no momento da curva, as portas abriram ocasionando a queda do passageiro. O socorro foi acionado e, infelizmente, a vítima veio a óbito no local. A Urbi lamenta profundamente o ocorrido, se solidariza com a família da vítima e ressalta que um processo administrativo foi instaurado para apurar as causas e circunstâncias do acidente. A Urbi realiza constantemente manutenção preventiva em todos os veículos e está à disposição para maiores esclarecimentos.”

Segundo as testemunhas do acidente, o homem é conhecido como Maranhão. De acordo com os vizinhos, ele morava na chácara sozinho. “Um cara simples. Já teve um bar na chácara, com uma mesa de sinuca. Eu o conhecia havia cerca de oito anos. Era difícil sair da localidade. Andava mais de bicicleta. Não costumava pegar ônibus”.

Print Friendly, PDF & Email