Ibaneis Rocha, o novato que vem resgatando Brasília

Ibaneis Rocha é sem sombra de dúvidas reconhecido e querido, entre os moradores do DF

“Filho do administrador Ibaneis Rocha Barros, já falecido, e da auxiliar de enfermagem Maria Mercedes, nascidos nas cidades de Riacho Frio e Ribeiro Gonçalves, no Piauí, Ibaneis Rocha nasceu no Hospital de Base do Distrito Federal, quando seus pais tiveram que passar um período em Brasília. Viveu sua infância no interior do Piauí, se fixando, aos 8 anos de idade, na cidade onde seus pais moravam, Corrente, no extremo sul do estado.

Leia também:
Para Pacheco, eleições de 2022 deverá ser polarizada

De volta a Brasília, Ibaneis se graduou em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub), depois de morar de favor por muito tempo na casa de sua tia Nelci, em Sobradinho. Depois, pela Universidade Mackenzie de São Paulo, fez pós-graduação em Direito processual do trabalho e Direito processual civil. Em 1990, abriu seu próprio escritório de advocacia na Capital da República, onde trabalhou como advogado em várias categorias do serviço público durante boa parte de sua vida” (Wikipédia).

No dia 5 de agosto de 2018, Brasília começa a mudar. Nesse dia Ibaneis Rocha registra sua candidatura ao governo do Distrito Federal.

Leia também:
Na gestão de Rollemberg, o que sobrou para ele foi o bagaço da laranja

O novato em política se apresenta aos eleitores que o vê apenas como mais um candidato. Na primeira pesquisa Ibope, Ibaneis obteve apenas 2% das intenções de votos dos brasilienses.

Ibaneis não se abala e segue seu projeto político. Vai para as ruas. Incansavelmente trabalha quase 24 horas por dia. Nas ruas, nas feiras, nos terminais rodoviários das Regiões Administrativas, Ibaneis vai aos poucos mostrando suas intenções e vai convencendo a sociedade de que nele estava a redenção do ideal de Juscelino Kubitschek.

Leia também:
Rodrigo Maia se oferece para colaborar com Lula para as eleições de 2022

No dia 7 de outubro de 2018, no primeiro turno das eleições, alcançou a marca de 41,97% dos votos válidos contra 13,94% de Rodrigo Rollemberg. Às custas de sua persistência, estava no segundo turno.

Em 28 de outubro de 2018, alcançando a soma de 1.042.574 votos (69,79% dos votos válidos), Ibaneis Rocha foi eleito governador do Distrito Federal e venceu o então governador Rodrigo Rollemberg do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que ficou em segundo lugar com a soma de 451.329 votos (30,21% dos válidos) (fonte: Wikipédia).

De lá para cá foram obras, obras e mais obras por todo o Distrito Federal. Obras na Saúde, Infraestrutura urbana, importantes obras viárias. O povo vem acompanhando o empenho e dedicação do governador em recuperar a reputação de cidade modelo, que é Brasília.

Leia também:
Filippelli diz que o MDB-DF ainda não definiu o candidato que apoiará para presidente em 2022

Ibaneis Rocha é sem sombra de dúvidas reconhecido e querido, entre os moradores do DF, o que o leva a ser candidato natural, com grandes chances de reeleição em primeiro turno em 2022, se tornando o segundo governador reeleito no Distrito Federal, o primeiro foi Joaquim Roriz.

Print Friendly, PDF & Email