Jovem de 25 anos tinha intenção de matar Bolsonaro

Inquérito feito pela Policia Federal concluiu que o jovem tinha a intenção de atentar contra a vida do Presidente da República. Se condenado, poderá cumprir até 12 anos de reclusão

No dia 29 de novembro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro visitou Três Corações (MG) para um evento solene de formatura em unidade militar. A Polícia Federal (PF) concluiu, nesta quarta-feira (11), que um jovem (25) queria atentar contra a vida do presidente da república.

O jovem, funcionário terceirizado na Escola de Sargentos das Armas, foi encaminhado à delegacia da Policia Federal, em Varginha, após divulgar por meio de uma rede social mensagens de texto e vídeos com menções de atacar Bolsonaro.

Em um dos vídeos o jovem afiava o cabo de uma escova de dente para transformá-la em estoque, objeto usado para perfurar, mas que não é identificável por detectores de metal.

A PF concluiu, após busca e apreensão de material em Três Corações e Alfenas (MG), que o jovem tinha a intenção de atentar contra a vida do presidente. O investigado foi indiciado pelo crime de atentado contra a liberdade pessoal do presidente, podendo cumprir até 12 anos de prisão, caso seja condenado.

Atentado

No dia 6 de setembro de 2018, Bolsonaro esteve em Juiz de Fora (MG) para cumprir sua agenda eleitoral quando foi atingido por uma facada no abdômen. Ele foi atacado por Adélio Bispo de Oliveira, que foi absolvido pela justiça de Juiz de Fora levando em conta que o agressor era considerado inimputável após laudos médicos.

Bolsonaro foi levado de avião para São Paulo, onde ficou internado de 7 a 29 de setembro, no Hospital Albert Einstein.

Adélio deve permanecer internado por tempo indeterminado. Ele será submetido a uma perícia médica em 2022.

Print Friendly, PDF & Email