Lêda Borges é acusada de plágio, pelo cantor Rezende Júnior

A deputada estadual e candidata a prefeitura de Valparaíso (GO), Lêda Borges (PSDB) deve responder na Justiça por plagiar em sua campanha o jingle dos cantores Rezende Júnior e Alexandre Oltramari.

O cantor gravou um vídeo acusando Lêda Borges de usar sem autorização seu jingle. “Fiz a melodia deste jingle em 2018 para campanha de Roseane Sarney na época gravada pela cantora Alcione”, afirmou Rezende

Segundo o cantor em seu vídeo que está no You Tube existe uma grande diferença entre paródia e plágio e na sua opinião Lêda Borges plagiou sua música.”Tentamos por várias vezes negociar com os advogados da candidata, sobre o uso da música sem autorização dos compositores. Porém não deram nenhum retorno ou importância ao casa”, declarou o músico.

Rezende afirmou que tentou falar diretamente com Leda que nunca atendeu suas ligações. “O caso já foi denunciado e vamos esperar uma resposta da justiça, pois nunca recebemos nenhuma quantia de acordo com a lei dos direitos autorais.”

Ao final do vídeo, Rezende deixou um dica ao Valparaisenses. “Prestem atenção em quem vão votar, já que ainda durante a campanha a candidata se apropria indevidamente de algo que não é dela. Será que merece seu voto?

Para o advogado Daniel Ribeiro, “Inegavelmente, há uma clara violação aos direitos patrimoniais e morais de autor na medida em que a candidata utilizaram criação intelectual alheia, adaptando-a para melhor atender as suas aspirações políticas”, diz o advogado Daniel do suposto plágio.

Em contato via WhatsApp a deputada Lêda Borges, enviou para redação do Tudo Ok Notícias nota de esclarecimento. Veja abaixo:

“A respeito de matéria veiculada, salientamos que não houve plágio e sim paródia, o que não viola os direitos autorais, nos termos do artigo 47 da Lei dos Direitos autorais, confirmado em recente decisão do STJ.

Estivemos sempre à disposição para resolvermos a questão de maneira amistosa, o que infelizmente não foi possível, devido ao suposto autor fazer exigências desproporcionais.

O suposto autor tenta fazer uso político do fato, incentivado por adversários da candidata, como o mesmo admitiu em áudio enviado a nossa equipe e que permanece em nossos arquivos.

Respeitosamente,

Vereador Coronel Antônio Ferreira
Coordenador – Geral de Campanha”

Com informações do Tudo Ok Notícias

Print Friendly, PDF & Email