Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Libertadores: Mané Garrincha poderá receber até 18 mil torcedores em jogo do Flamengo

O total de 18 mil torcedores autorizados representa cerca de 25% da capacidade total do estádio

O Estádio Nacional Mané Garrincha poderá receber até 18 mil torcedores durante partida entre Flamengo e o Defensa y Justicia. A 4ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal manteve o decreto que permite a realização de eventos esportivos com a presença do público na capital. O jogo pelas oitavas de final da Libertadores está marcado para esta quarta-feira (21), às 21h30.

No início, a partida receberia apenas torcedores vacinados e com teste PCR negativo para detecção do novo coronavírus. O Executivo mudou as regras e aceita o exame, 48 horas antes da partida.

Leia também:
Pesquisa Datafolha mostra que maioria acha que militares não deveriam ter cargos no governo

A juíza Indiara Arruda de Almeida Serra indeferiu pedido de liminar apresentado por um advogado para suspender o decreto distrital e impedir a partida em Brasília.

A magistrada entendeu que não há qualquer prova de flagrante de ilegalidade, no ato do GDF, que justifica a intervenção do Poder Judiciário no Executivo local.

“Aparentemente, em um juízo perfunctório, não há nada que ateste a ilegalidade dos atos questionados. A presença de público é restrita a 25% da capacidade do espaço, o local (estádio) é aberto (ar livre), obrigatório o uso de máscara, distanciamento entre os torcedores, exigência de vacinação completa ou PCR negativo, entre outras medidas exigidas no decreto para realização de qualquer evento esportivo”, escreveu.

Leia também:
Covid-19: GDF aciona STJ para que ministro da Saúde envie 292 mil doses extras de vacinas

Gestantes e menores de 18 não poderão ir ao jogo. O uso de máscara de proteção facial, cobrindo a boca e o nariz, será obrigatório durante a realização da partida.

Competições esportivas com público estavam proibidas na capital desde março de 2020. O novo decreto, publicado na sexta (16), permite que os torcedores fiquem divididos em setores no estádio.

O local deverá ter uma área destinada para aqueles que estão vacinados e para os que apresentarem o exame PCR negativo. Além disso, a medida estabelece que a empresa organizadora do evento fique responsável pela fiscalização das medidas.

Leia também:
Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, se aproxima do PSD e deve concorrer às eleições para presidente da República

Em caso de descumprimento, a multa prevista é de R$ 100 mil para os organizadores e de R$ 1 mil para o torcedor.

Print Friendly, PDF & Email