Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta terça-feira que a aprovação da reforma da previdência depende do engajamento de prefeitos e governadores

Maia denuncia manobra do Planalto para derrubá-lo com o apoio da oposição

Para Maia, Bolsonaro quer derrubá-lo com o apoio da oposição. No entanto, partidos de esquerda não querem apoiar Arthur Lira por ser candidato de Bolsonaro. Tanto Maia quanto a oposição ainda não definiram candidato que apoiarão

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) o Palácio do Planalto quer estimular uma candidatura de esquerda na disputa pelo comando da Casa como forma de derrubá-lo.

Arthur Lira (PP-AL) buscou apoio da oposição, como o PT, PDT, PSB e PCdoB, mas tais partidos não desejam apoiá-lo por ser o candidato de Bolsonaro. Nessa quarta-feira, a bancada do PT na Câmara dos Deputados decidiu que não vai apoiar Lira.

“O governo viu a dificuldade (de a esquerda apoiar Lira) e passou a achar melhor que eles tenham candidato do que apoie o nome de centro. Acho que, se um partido não apoia o seu candidato, trabalha-se para que ele não apoie o adversário mais forte. Ele (presidente Jair Bolsonaro) precisa desorganizar o nosso campo”, acusou Maia.

A bancada ainda discute ainda qual nome apoiará, e a tendência é que apoiará o candidato escolhido por Maia. Agora, os líderes do partido negociam um apoio a Maia em um possível segundo turno, mas fecharia com a candidatura do Psol no primeiro turno.

O grupo de Maia já tem apoio do DEM, PSDB, MDB, PSL, Cidadania e PV. Para concorrer à presidência da Casa os mais cotados são Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Baleia Rossi (MDB-SP).

Já os partidos de esquerda não definiram ainda o nome que irão apoiar e cogitam lançar um terceiro nome para a avaliação de Maia.

O candidato apoiado por Bolsonaro, Arthur Lira será apoiado pelos Republicanos após decisão de “comum acordo“ com os 31 parlamentares do partido. Lira afirma ter cerca de 170 votos os parlamentares de Progressistas, PSD, PL, Avante, Solidariedade, PSC, PTB, Pros e Patriota.

Print Friendly, PDF & Email