Mal-estar entre Fecomércio e GDF

Fecomércio prometeu doar hospital de campanha para atender pacientes com Covid-19 e não cumpre com promessa

Após prometer doação de um hospital de campanha para o tratamento dos pacientes do novo coronavírus, Federação do Comércio (Fecomércio – DF) não cumpre. Para pessoas próximas ao Governo do Distrito Federal o presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia quis apenas uma aproximação com o governador Ibaneis Rocha.

“Chico Maia enrolou o governo, prometendo o que sabia não ter condições de cumprir, e também nos usou”, afirmou um assessor próximo do Buriti.

Embasado na promessa da Federação a Secretaria de Saúde cedeu milhares de testes de Covid-19 para serem feitos nos comerciários, mas, ao divulgar o procedimento, Francisco Maia omitiu o fato de terem sido adquiridos e distribuídos pelo governo do DF.

Maia diz que assinou com o GDF apenas um “protocolo de intenções sem maiores compromissos”, e reconheceu que a federação não teria condições de arcar com os custos do hospital de campanha sem contar com suporte. 

Completou dizendo ainda que, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, chegou a telefonar para Ibaneis com o objetivo de explicar a situação e que “o governador compreendeu direitinho”. Negou qualquer crise no relacionamento com o governador: “a questão está pacificada”.

Print Friendly, PDF & Email