Metrô-DF irá adquirir câmeras com termômetro para aferir a temperatura de passageiros

O termômetro por imagem consegue monitorar a movimentação e a temperatura corporal de até 1,8 mil pessoas simultaneamente

Em meio a pandemia de covid-19 e o regresso progressivo de pessoas que estão voltando a normalidade, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), decidiu adquirir o sistema de monitoramento em tempo real da temperatura dos passageiros, assim podendo manter um controle maior no casos de infecção por coronavírus.

Procurado pela coluna Janela Indiscreta, o Metrô-DF confirmou que pretende realizar a compra, “Em função da pandemia internacional do novo coronavírus, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal abriu processo licitatório para contratar sistema de monitoramento de temperatura corporal humana, que neste momento está em fase de homologação”. disse em nota.

A empresa Promove Segurança Eletrônica Eirelli, explica que os equipamentos serão eficazes para medir a temperatura de passageiros em horários de pico. “Somente serão aceitas câmeras com sensores visuais com resolução igual ou superior a 3MP. A imagem visual é fundamental para a identificação dos usuários que transitam pela estação. É importante destacar, inclusive, que, sobretudo nos horários de pico, é comum que haja fluxo de 10-15 usuários por segundo, o que exige qualidade de imagem suficiente para garantir rápida intervenção dos empregados da estação. Além disso, com o atual uso de máscaras faciais, quanto mais nítida for a imagem, melhor o processo de identificação do usuário com febre”, explica a empresa pública na Circular nº 08/2020.

O termômetro por imagem consegue monitorar a movimentação e a temperatura corporal de até 1,8 mil pessoas simultaneamente e armazenar as informações do escaneamento pessoal para comparativos futuros.

Valores

O Metrô-DF solicitou à Secretaria de Economia a abertura de um crédito suplementar no valor de até R$ 2.254.020,00. O processo está em fase de homologação.

A compra estava prevista para acontecer no ano passado, porém foi adiada por problemas burocráticos, de acordo com o pregão eletrônico finalizado em setembro passado, a empresa Promove Segurança Eletrônica Eirelli ofereceu o menor lance, com preço negociado de R$ 1.899.999,99.

Aeroporto JK

O sistema de monitoramento já foi adquirido pelo Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. O sistema possui sensores faciais que detectam o rosto do passageiro, a temperatura é aferida pela superfície da pele e identifica se o passageiro está utilizando máscaras de proteção. A precisão das informações, de acordo com a Inframerica, pode variar em 0,3°C para mais ou menos.

O medidor de temperatura é necessário porque, detectada a febre, o passageiro será abordado e poderá ser direcionado a um posto de atendimento de primeiros socorros. Se for necessário, o cidadão poderá ser encaminhado ao hospital para a realização de exames.

Print Friendly, PDF & Email