Motorista que causou a morte de 41 pessoas pode ser condenado por homicídio culposo

Se for comprovado imprudência, por parte do motorista de ônibus da empresa Star Viagem e Turismo, ele será condenado criminalmente

O ônibus que circulava pela empresa, Star Viagem e Turismo, e colidiu em uma carreta matando 41 pessoas, passa por investigação da polícia civil e a suspeita é de que o motorista cometeu homicídio culposo (quando não há intenção de matar), pois não era apto para prestar o serviço.

O transporte conduzia funcionários de uma fábrica, o motorista não tinha habilitação para fornecer o serviço, e Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a empresa não tinha registro para transporte de passageiros e rodava ilegalmente desde 11 de outubro de 2019. 

Para que a culpa seja atribuída ao motorista, a polícia espera pelo resultado da perícia, “Tudo indica que não tenha sido uma falha mecânica, mas não tenho como afirmar isso sem o laudo”afirma Camila Rosa Alves, delegada do caso.

O que resta é aguardar o laudo do caso para saber se o condutor estava em alta velocidade, se tentou uma ultrapassagem perigosa, uma vez que a via era de linha contínua, ou se houve falha no sistema de frenagem do ônibus. Se for comprovado que teve imprudência por parte do motorista ele será condenado criminalmente, se indicar falha mecânica ele não será indiciado.

Print Friendly, PDF & Email