Segunda, 22 de Julho de 2024
22°

Tempo limpo

Brasília, DF

Polícia Operação Predador

PCDF prende empresário acusado de abuso sexual de dezenas de adolescentes

Foram cumpridos um mandado de prisão temporária e outro de busca e apreensão contra o envolvido no Itapoã.

14/06/2024 às 09h52
Por: Agência 2CNews Fonte: PCDF
Compartilhe:
PCDF
PCDF

Um empresário do Distrito Federal, de 61 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (14) pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), durante a Operação Predador. A ação é resultado de investigações realizadas pela equipe da Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), na região do Itapoã. O homem é acusado de estupro de vulnerável e exploração sexual de dezenas de adolescentes, a maioria com idades entre 12 e 13 anos. Foram cumpridos um mandado de prisão temporária e outro de busca e apreensão contra o envolvido no Itapoã.

Continua após a publicidade

De acordo com as investigações, o envolvido aliciava as vítimas, oferecendo-lhes dinheiro, presentes e festas. Uma das vítimas, atualmente com 16 anos, era abusada pelo homem desde os 13 anos. Em alguns casos, o criminoso chegava a pagar até R$ 1 mil para meninas virgens. As vítimas mais velhas eram recrutadas para buscar novas garotas para o investigado explorar.

A prisão temporária do autor foi decretada por 30 dias, podendo ser renovada ou convertida em preventiva ao final das investigações. Se condenado por todos os crimes, o autor pode pegar mais de cem anos de prisão.

A Operação Predador, como foi batizada, é uma resposta da PCDF contra o abuso sexual infantojuvenil no Distrito Federal. A PCDF reitera seu compromisso com a proteção de crianças e adolescentes e pede que a população denuncie qualquer caso de suspeita.

Assessoria de Comunicação/DGPC

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários