Segunda, 22 de Julho de 2024
22°

Tempo limpo

Brasília, DF

Educação Soletrando no Campo

Projeto Soletrando no Campo auxilia alfabetização de alunos em Brazlândia

Final do projeto, que passa por diversas escolas do campo da CRE de Brazlândia, ocorrerá em 4 de julho

17/06/2024 às 16h48
Por: Agência 2CNews Fonte: Agência Brasília
Compartilhe:
Mary Leal/SEEDF
Mary Leal/SEEDF

Para auxiliar o processo de alfabetização dos estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal, professores e pedagogos investem em diferentes projetos que, de forma lúdica, ajudam na promoção de uma aprendizagem significativa da escrita e leitura. Nas escolas do campo de Brazlândia, um torneio de soletração incentiva os estudantes na hora de aprender e promove o fortalecimento da autoconfiança e da autoestima.

Continua após a publicidade

O projeto Soletrando no Campo, idealizado em 2017, visa proporcionar aos estudantes uma oportunidade de desenvolver habilidades de pensamento fonológico e mentalização da palavra antes de escrever. Antes de chegar na grande final, o projeto passa pelas escolas do campo da Coordenação Regional de Ensino (CRE) de Brazlândia para selecionar os finalistas.

Em 2024, na 6ª edição do torneio, seis escolas do campo participam da fase classificatória. São elas: Escola Classe Polo Agrícola da Torre, Escola Classe Bucanhão, Escola Classe Incra 08, Escola Classe Incra 06, Escola Classe Almécegas e Centro Educacional Maria Regina Velanes Regis. A grande final interescolar está marcada para acontecer em 4 de julho na Escola Técnica de Brazlândia.

Na última semana, foi a vez da Escola Classe Polo Agrícola da Torre realizar a final da unidade escolar para selecionar os seus representantes para a grande final. Com a apresentação da professora Valéria Rosa, idealizadora e coordenadora do projeto Soletrando no Campo, o evento contou com a participação de 11 crianças na categoria inclusiva e 10 na categoria geral.

“Eu idealizei o Soletrando no Campo com o objetivo de auxiliar a alfabetização das crianças, inclusive aqueles que possuem maiores dificuldades. Então, ver essas crianças que já passaram por tantos obstáculos apresentarem as palavras de forma tão segura agora é muito gratificante”, comenta Valéria.

Além da categoria geral, o projeto promove também uma categoria inclusiva, na qual competem crianças que já apresentaram dificuldade de alfabetização, repetência ou possuem diagnóstico de algum transtorno de aprendizagem. Com a competição, eles têm a oportunidade de vencer esses obstáculos com a ajuda e a torcida dos colegas e professores.

Finalistas

A competição foi marcada por momentos de tensão e expectativa, à medida que os participantes enfrentavam uma série de desafios ortográficos. Cada criança demonstrou um notável domínio das palavras, deixando claro o impacto positivo do projeto na sua capacidade de lidar com a escrita e a língua portuguesa como um todo.

Destacando-se entre os participantes, dois estudantes da EC Polo Agrícola da Torre avançaram para a final geral de Brazlândia após conquistarem os primeiros lugares nas respectivas categorias. O estudante Jonatas Santos foi o vencedor da categoria inclusiva, enquanto na categoria geral o primeiro lugar ficou com a aluna Sabrina Vitória Silva.

A conquista não apenas evidencia o talento dessas crianças, mas também ressalta o sucesso do projeto em sua missão de cultivar habilidades linguísticas e promover a confiança dos alunos. “Eu estou muito feliz pela minha vitória. Estudei muito em casa com minha família”, comemora a aluna Sabrina Vitória Silva, 11 anos, primeiro lugar no torneio. Ela estava acompanhada da mãe, Sinária Paiva e Souza, que torceu com muita emoção durante toda a competição. “Eu muito orgulhosa com essa vitória dela.”

Ao final do evento, a professora Valéria Rosa expressou a satisfação com o desempenho dos estudantes e reiterou o compromisso contínuo da escola em fornecer oportunidades de aprendizagem enriquecedoras. “O Soletrando não é apenas uma competição, mas uma jornada de crescimento e descoberta para todos os envolvidos. Parabéns a todos os competidores e que continuemos a trilhar esse caminho de excelência educacional juntos”, declarou.

Confira os ganhadores

Categoria geral

→ Sabrina Vitória Sousa Silva – 1º lugar
→ Vitória Farias da Silva – 2º lugar
→ Sofia Lara Freitas Rios – 3º lugar

Categoria Inclusiva

→ Jonatas Santos de Jesus – 1º lugar
→ Ray Gonçalves da Silva – 2º lugar
→ Alerrandro Oliveira Germano – 3º lugar

*Com informações da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários